Revolution Slider Erro: Slider with alias Caverna_do_Diabo not found.

Maybe you mean: 'Excursao_Parque_Maeda' or 'Excursao_Barra_Bonita' or 'Excursao_Basilica_Nsa_Sra_Aparecida' or 'Excursao_Borda_da_Mata' or 'Excursao_Holambra' or 'Excursao_Ibitinga-SP' or 'Excursao_Jacutinga' or 'Excursao_Juruaia-MG' or 'Excursao_Monte_siao-MG' or 'Excursao_Pedreira-SP' or 'Excursao_Pedreira_Holambra_Garden_Center' or 'Excursao_Pocos_de_Caldas' or 'Excursao_S-Tome_Letras' or 'Excursao_Serra_Negra' or 'Excursao_Atibaia_SP' or 'Excursao_Caverna_do_Diabo' or 'Excursao_Praia_Gonzaga-SP' or 'Excursao_Campos_Jordao' or 'Excursao_Capitolio_MG' or 'Excusao_Sao_Roque' or 'Excursao_Porto_Ferreira' or 'Excursao_Chacara_Campo_Imperial' or 'Excursao_Paaguai' or 'Excursão_Embu_das_Artes' or 'Excursão_Limeira-SP' or 'slidExcursao_Monte_Verde' or 'Excursao_Jau-SP' or 'Excursao_Shopping_Via_Direta' or 'Excursao_ExpoAflord'

Caverna_do_Diabo-SP_17Origem do Nome 1: É devido a uma imagem criada de formação natural na rocha em uma parede da caverna (conforme foto ao lado), juntamente com a mitologia dos quilombolas (povo que viveu neste local há muito tempo atrás). Segunda a lenda, eles usavam esta caverna para abrigar alimentos durante a noite e, sempre, no dia seguinte encontravam tudo revirado ou destruído (animais em busca de alimentos). Assim fecharam a caverna e a apelidaram de Caverna do Diabo.

 

Origem do Nome 2: Caverna do Diabo, também conhecida como Gruta da Tapagem em tupi-guarani significa “lugar misterioso e/ou lugar obscuro”.

Veja Nossa Excursão para a Caverna do Diabo

 

:: Sobre o Parque

 

.: Histórico

O Parque Estadual Caverna do Diabo foi criado em fevereiro de 2008 e integra o Mosaico de Unidades de Conservação do Jacupiranga, juntamente com outras 13 Unidades de Conservação. Possui uma área superior a 40 mil hectares e abrange os municípios de Barra do Turvo, Cajati, Eldorado e Iporanga.

 

.: Sobre o Parque

Localizado ao Sul do estado de São Paulo, na região do Vale do Ribeira, o Parque Estadual Caverna do Diabo possui um rico ecossistema, que atrai visitantes do mundo inteiro.

Criado com o objetivo de preservar o bioma Mata Atlântica, um dos biomas mais ameaçados do mundo, o parque tem como seu principal atrativo a Caverna do Diabo, ou Gruta Tapagem. O atrativo é uma caverna com mais de 6.000 metros de extensão, sendo aberta a visitação somente 600 metros.

Atualmente, a Caverna do Diabo, possui um sistema de iluminação único no país. De forma equilibrada, a iluminação permite que o visitante veja a amplitude e beleza da caverna. O sistema também permite um passeio com maior segurança e monitoramento dos impactos ambientais. Além da visitação no ambiente cavernícola, o núcleo de visitação do parque tem duas trilhas na Mata Atlântica, A trilha do Araçá e a Trilha do Mirante do Governador.

Fora do Núcleo de Visitação, entre os mais de 40 000 hectares de Mata Atlântica, encontram-se cachoeiras, rios, grande diversidade de fauna e flora, como as espécies ameaçadas de extinção cedro, palmito juçara e onça parda.

 

.: Sobre a Região

O Vale do Ribeira está localizado ao sul do estado de São Paulo e ao norte do estado do Paraná. Abrange 31 municípios, sendo 22 paulistas e nove paranaenses. O nome da região se dá devido à bacia hidrográfica do Rio Ribeira e ao Complexo Estuarino Lagunar de Cananéia, Iguape e Paranaguá.

Com uma das maiores biodiversidades do planeta a região é considerada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, devido ao fato de possuir a maior porção de Mata Atlântica do Brasil. Além da riqueza natural, a região apresenta uma grandiosa riqueza cultural devido à presença de comunidades indígenas, caiçaras e quilombolas.

 

.: Outros Atrativos

Caverna_do_Diabo-SP_06

Caverna do Diabo

  • Distância: 600m
  • Caminhada: 1h
  • Dificuldade: Fácil
  • Horário: Entrada até as 17h com permanência no núcleo até as 18h.
  • Rica em espeleotemas, estalactites, estalagmites, travertinos, entre outros, a caverna atrai turistas do mundo inteiro devido à sua imponência. Principal atrativo do parque, dando à ele o seu nome, possui uma extensão aproximada de 6340 m, porém, cerca de apenas 600m são abertos à visitação turística.

Trilha_da_Cachoeira_do_Araca

Trilha da Cachoeira do Araçá

  • Distância: 815 m
  • Caminhada: 1h
  • Dificuldade: Fácil
  • Horário: Última visitação até as 16h30 com permanência no núcleo até as 18h.
  • A trilha segue margeando o Rio da Tapagem até chegar à cachoeira. O local da queda d’agua forma em sua base uma piscina natural

Mirante_do_Governador

Mirante do Governador

  • Distância: 1600 m
  • Caminhada: 2h30
  • Dificuldade: Médio
  • Horário: Última visitação até as 15h com permanência no núcleo até as 18h.
  • O percurso pela Mata Atlântica cruza áreas de floresta de campos de altitude. A trilha termina no Mirante , onde é possível ver o Rio Ribeira de Iguape.

 

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo

 

:: Sobre a Caverna

Caverna do Diabo é uma caverna existente no Parque Estadual de Jacupiranga, município de Eldorado.

Caverna do Diabo Caverna do Diabo Trata-se da maior caverna do Estado de São Paulo.

Desde sua descoberta, há mais de 50 anos, sua história é povoada pelas mais incríveis lendas. Justamente por isso, a Caverna do Diabo é um lugar que merece ser visitado pessoalmente. A apenas 280 quilômetros da cidade de São Paulo, no município de Eldorado, o Parque Estadual Caverna do Diabo é um dos parques que constituem o Mosaico de Conservação do Jacupiranga. A caverna não é totalmente aberta à visitação pública. Dos 8 mil metros de extensão, apenas 800 metros estão livres para os turistas. Esta área dispõe de sistema de luz, passarelas, escadas e corrimãos. A visitação na caverna é feita de terça a domingo, das 8 da manhã ás 5 da tarde, ou até se atingir o limite máximo de visitantes por dia (336 pessoas). Os sobes e desces em seu interior, constitui, sem dúvida, uma aventura para quem tem fôlego.

A entrada da caverna fica a 500 metros de altitude e, lá dentro, o cenário é surpreendente. Curiosas estalactites, estalagmites, cortinas de pedras e cascatas de calcita intrigam especialistas e turistas que tentam desvendar os mistérios do lugar. As estalactites se formaram com a penetração da água no solo e, posteriormente, na camada de calcário, até atingir o teto da caverna. As estalagmites se elevam do solo, numa proporção estimada em um centímetro cúbico a cada 10 anos, o que justifica a preocupação dos guias e guardas da caverna com a degradação de seu interior.

De um lado ao outro da caverna registra-se um desnível de 150 metros, o que impossibilita o acesso de pessoas inexperientes na maior parte de sua extensão. Somente espeleólogos têm permissão para ultrapassar os limites pré-determinados. As formações mais interessantes podem ser vistas no salão conhecido como Catedral. A beleza do lugar dá asas à imaginação. Talvez, por isso, algumas dessas formas ficaram eternizadas com nomes um tanto quanto estranhos, quase todos dados pelo grupo paulista de espeleologia “Os Aranhas”: Cabeça de Ema, Guardião, Galeria dos Órgãos, Pia Batismal, Branca de Neve, Cemitério dos Índios, Perfil de Buda, Reis Magos, Templo Perdido, Caldeirão do Diabo e Torre de Pisa.

Passando por esta galeria atinge-se um lago de águas represadas do Ribeirão das Ostras. À direita está o setor superior, aberto aos turistas. E descendo, à esquerda, acredita-se que há um incrível e sinistro labirinto com cerca de cinco mil metros de corredores e galerias subterrâneas na mais profunda escuridão. Neste trecho, que conduz ao centro da Terra, é proibida a entrada, pois, segundo a lenda, o diabo percorre diariamente esse caminho.

Outras coisas fascinantes podem ser vistas lá em baixo, num percurso, ora dentro das águas do ribeirão, ora nas rochas. São cachoeiras, lençóis de água e o lago do Silêncio, com 200 metros de extensão. Em alguns momentos, para se ultrapassar os obstáculos, é necessário o uso de cordas até ter a certeza de estar pisando em solo seguro. Dentro da caverna, o silêncio só é quebrado pelas águas que deslizam pelas rochas. Mas, lá dentro, o som é diferente. No interior da caverna tem-se a impressão de estar no maior lugar do mundo e, ao mesmo tempo, no menor cantinho, prestes a desabar. No ar sente-se o cheiro do perigo.

 

Fonte: https://pt.wikipedia.org

 

Parque Estadual Caverna do Diabo

 

Caverna do Diabo

 

CAVERNA DO DIABO (Eldorado-Iporanga SP)

 

Caverna do Diabo

*** Está página recebeu 240 visita(s). Hoje foi visitada 1 vez(es) nas últimas horas.