Origem do nome: Ibitinga é tupi-guarani:
ibi = terra
tinga=branca

Veja Nossa Excursão para Barra Ibitinga

 

:: História

Em 1.842, aconteceu em Minas Gerais a Revolução Liberal, rebelião que foi controlada pelas forças Imperiais, mas os fatos forçaram muitas famílias a procurarem novas terras. Esta é uma das teorias para explicar a migração para o interior paulista; outros historiadores acreditam que a decadência da mineração do ouro seja o motivo.

Foi no final deste ano que as famílias mineiras, Landim e de Pedro Alves de Oliveira (Velho Amaro), chegaram à região de “Campos de Araraquara”, de onde “os Amaro” partiram para o norte e fundaram a cidade de Boa Vista das Pedras, mais tarde conhecida como Itápolis.

“Os Landim” rumaram para o sul e se estabeleceram na cachoeira de Wamicanga, povoado que foi quase dizimado pela febre palustre e por ataques indígenas.Partiram então, em direção ao nordeste até chegarem na confluência dos córregos Saltinho e São Joaquim, terra que foi dividida entre o clã, para que fosse mais bem cultivada.

A Miguel Landim coube a região entre o Córrego São Joaquim e o Córrego Água Quente, onde foi formado o povoado da “Capela da Água Quente”, sendo que, o ano provável da fundação é 1860.

No dia 03 de outubro de 1870, Miguel Landim e sua esposa Ana Custódio de Jesus, doaram à Mitra Diocesana o patrimônio onde se formou a Vila de Ibitinga.

Em 1885, por Lei provincial de número 105, Ibitinga foi elevada à categoria de “Distrito de Paz” e em 04 de julho de 1890, por força da Lei de número 66, assinada pelo então governador, Prudente de Moraes Barros, teve a sua emancipação político-administrativa.

Em 1.987, o município tornou-se Área de Proteção Ambiental.

Em 1.992, de acordo com a Lei nº 8.199, o município foi elevado a “Estância Turística”.

 

Fonte: Prefeitura da Estância Turística de Ibitinga

:: O Bordado

bordado

A indústria e o comércio de bordados são os grandes responsáveis pelo desenvolvimento econômico de Ibitinga nos últimos anos.

Nos anos 30, o bordado se propagou através das mãos mágicas de mulheres como dona Dioguina Martins Sampaio Pires, dona Maria Gonçalves Amorim Grilo, dona Marieta Macari Pires e dona Maria Braga.

Elas ensinavam a arte do bordado em máquinas de costurar, conhecida como “maquininha”, para as moças e jovens senhoras ibitinguenses. O bordado era o complemento da renda familiar.

A evolução na forma de produção e nas matérias-primas utilizadas foi rápida e as máquinas elétricas chegaram através da “Escola de Bordados Singer”, que foi montada por Gottardo Juliani, revendedor da marca, que projetou a máquina elétrica especialmente para atender o mercado de Ibitinga.

Neste momento, o bordado passava a se tornar fonte principal de renda.

Hoje, a tecnologia aprimorou as máquinas e os produtos utilizados na fabricação das confecções bordadas, mas o grande “segredo do sucesso” é a mão-de-obra, com acabamentos e processos artesanais, que se especializa a cada dia.

 

Fonte: Prefeitura da Estância Turística de Ibitinga

:: Principais Pontos Turísticos


Matriz_do_Senhor_Bom_Jesus  

Matriz do Senhor Bom Jesus

Localizada no centro da cidade, encontra-se na Igreja Matriz a obra Via Sacra do artista plástico Dicilio Galli


obra_Duilio_Galli  

Museu Duilio Galli

No Museu Duilio Galli há cerca de 130 obras: pinturas a óleo, gravuras, desenhos, serigrafias, esculturas acadêmicas, impressionistas, primitivas, etc. (artistas de renome: Tarsila do Amaral, Alfredo Volpe, Vinicius Pradella, Aldemir Martins , entre outros).

(Ao lado obra do artista)


Rio_Jacare_Pepira  

Rio Jacaré Pepira

Divisa com o município de Itaju. Dista 15 km da sede. As vias de acesso são as estradas municipais e a SP 304 . É propício a esportes náuticos como botes, lanchas e esqui. Possibilidades de pesca peixes pequenos, localizado em área pública arborizada.


Represa_da_Usina_de_Ibitinga  

Represa da Usina de Ibitinga da CESP

Faz divisa com os municípios de Itaju e Iacanga, dista da sede 07 a 20km. Vias de acesso: diversas estradas municipais, SP 304 e SP 321. Propício a banhos, natação; esportes náuticos: lanchas e votes. Possibilidade de pesca: peixes pequenos, corimbatá e corvina. Localizada em área pública arborizada, com acesso ao público.


Rio_Ribeirao_dos_Porcos  

Rio Ribeirão dos Porcos

Faz divisa com o município de Borborema, dista da sede 22 km. Vias de acesso. Propício a esportes náuticos como: botes, lanchas e esqui. Possibilita a pesca de peixes pequenos como o dourado. Área pública com acesso ao público. Acesso fácil, não explorado turisticamente.


rio-jacare-guacu  

Rio Jacaré Guaçú

Atravessa o município, dista da sede 6km. Regular os meios de acesso, pela SP 304 estradas municipais. Propício a esportes náuticos, lanchas, botes e esquis. Possibilita a pesca de peixes pequenos. Localizado em área pública arborizada com acesso ao público. Não é explorado turisticamente.


Pracas  

Praças

As praças de Ibitinga fazem parte das atrações turísticas da cidade uma vez que são patrimônios históricos. A praça Rui Barbosa, localizada no centro da cidade em frente a Igreja Matriz, com construções de início, é tombada pelo CONDEPHAAT.


Ecologia  

Ecologia

Ibitinga possui uma grande área de proteção ambiental (APA), onde está localizado uma singularidade ecológica, o Pantaninho, um mini pantanal no centro geográfico do Estado de São Paulo.


:: Calendário de Eventos


Janeiro

– Pequenos Animais & Ótimos Negócios

– Feira agropecuária.


Março

– Encenação da Via Sacra


Abril

– Feira de Turismo & Negócios do Médio Tietê para o Mercosul – Reúne Prefeituras das cidades localizadas às margens do Rio Tietê.

– Via Sacra à Cruz do Cigano


Maio

– Festa de São Benedito


Junho

– Corpus Christi – as ruas centrais (15 quadras) são ornamentadas com o bordado, formando um tapete colorido.


Julho

– Feira do Bordado

04 – Aniversário da Cidade

– Festa da Associação dos Canaricultores da Estância Turística / ACETI


Agosto

06 – Festa do Padroeiro


Outubro

– Festa do Peão de Boiadeiro

– FEICE – Feira do Comércio e da Indústria


Novembro

– Fest World Fish – Feira com exposição e venda de artigos para caça, camping, náutica pesca esportiva.

– Festa do Chopp


Conheça a Feira do Bordado de Ibitinga!

 

Conheça a Feira do Bordado de Ibitinga!

 

Feira de Ibitinga – Vídeo Promocional

 

Ibitinga e sua Arte de Bordar

 

Ibitinga – Tecnologia Invade a Capital Nacional do Bordado

*** Está página recebeu 334 visita(s). Hoje foi visitada 1 vez(es) nas últimas horas.